Esse meu feminismo manhoso:



Nunca vai conseguir odiar as animações da Disney.
Esses desenhos nos ensinaram, apesar de TUDO, a ser positivista. Finais felizes existem. Aceitem.
Se um dia termina bem, é porque até manhã seguinte todos foram felizes para sempre (...)

Vive me impedindo de problematizar essa minha tola suposta meiguice.
Favor não confundir boba com burra, com tola, com fútil. Já dizia minha escritora favorita.
Eu sou chata, apegada, obcecada e apaixonada pela vida, porque gosto. É bom gritar que algo é bonito, tão bom ser honesta perante a qualidade de alguém e ver a pessoa se sentindo gente,
linda-maravilhosa. Tão bom ser amor em excesso.

Sempre diz pras garotinhas que:
Mentira. Nunca digo nada muito maravilhoso e animador. Só faço muitas caretas, daí elas começam a rir e pronto. Futuras mulheres felizes.

aaaaaaaaaaaaaaaah:
Hora ama depiladoras e odeia pelos,
hora ama pelos e odeia depiladoras.
Feminismo manhoso bipolar ♥

Quer te ensinar uma coisa (bem) nojenta:
Aprenda a cagar. No começo é horrível mesmo, mas depois vocês acostumam. Dizem que o intestino é órgão responsável pelas emoções. A gente retém tudo, prende. Guarda. Deixe ir embora...Perca esse horror das próprias merdas que você produz. Todo mundo erra, e vai errar.. Digerir é importantíssimo.
 (Off topic: Quando eu comecei a gostar de cagar, meu emocional inteiro melhorou).

As vezes curte:
Usar saltinho que machuca o pé
Fazer dietinha de suco verde
Se encaixar em determinados padrões irreais e escrotos
Maquiar a cara
Desmaquiar a cara
Dormir maquiada
Não pentear o cabelo (cruzes, gabriela)

E ama:
Ama (entrem em choque, eu deixo ok).
Ama, e ama absolutamente alguns homens. Amo meu pai. Amo meu avô por ter feito meu pai.
Amo o pai da minha mãe por ter amado minha avó e ter feito minha mãe. Amo me apaixonar por aí e falar de quem quer que seja toda hora. Amo escolher sentir necessidade de outras pessoas. E não há problema nenhum nisso. É uma escolha consciente. Sabemos que todos esses caras erraram e muito, mas nós também erramos. O sistema é cupim, e mordiscou as pessoas. Esse meu feminismo acredita em afago, tanto quanto em porrada.

E acha que juntinho podemos construir um mundo (pateticamente) melhor. <3

Não vou desistir do amor e nem dos homens só porque eles me fodem.
Amar, como diria uma sábia paraense que conheço, é tomar no cu.

Amar é estar disposto a tomar no cu.

E a relevância do cu tem revolucionado os homens.

Esse meu feminismo manhoso nunca acreditou em torres ou distâncias.
Cúpulas de vidro suficientemente seguras.
Ele fala manhosinho porque gritar é cansativo...E haja voz.
Então sussurra liberdade, e exige carinho... Cospe semente no chão que nem passarinho povoando mata em continente. Cria seus ninhos, depois voa.

Coisa bonita.

Como superar um homenzinho:


Gostando dele, pensando nele, sonhando com ele, convivendo mentalmente com ele.
 Lavando muita roupa, cozinhando, escrevendo peças de teatro que ninguém vai ler, fazendo post idiotas de madrugada e cantando no meio da sala da sua república nas férias as seilá, 23:44 da manhã.

no meu caso, estou apenas ouvindo essa música:



Mentira.
Que hoje já fiz bolo, comprei sorvete, fiz risoto, lista de tarefas, escrevi, comprei remédio pra micose,  vi filme ruim e esqueci de ligar pros meus pais.

Dificílimo queridos amigos,
segurar essa barra chamada desapegar dos amôzinho

 

blogger templates | Make Money Online