Modinha



Eu gosto de roupas. E amo pessoas...Gasto meu dinheiro com roupas, adoro tecidos e suas cores. Em algum momento na história da humanidade chamaram isso de 'moda'. Se você gosta de pessoas se expressando através de suas escolhas vestíveis você curte moda.

Quando o Debret me ensinou que as escravas eram coloridas, gozei de amor.

Outro dia num evento vi uma garota usando um vestido lindo. Ela parecia feliz. Fiquei feliz também. Dias depois, lá estava ela e o mesmíssimo vestido. Pronto, gata apaixonada.

As vezes passo numa vitrine e também me apaixono. É um lance de consumo, de necessidade...Uma coisa meio Rebecca B. Mas, amor, amor mesmo é o saara. Amor mesmo é a caçula e a fila e as fitas. Amor mesmo é o velhinho medindo o metro da estampa que vai virar molde e saia e rua. A estampa vai virar rua e eu vou poder brincar de recortar e colar. Recortar e costurar.

E essa letra de música, e esses sentidos e essa foto. Pano é poesia.


Adoro feiras, e brechós velhos e entulhos. Adoro a possibilidade de mudança e as histórias que as roupas trazem consigo. Recentemente peguei mania de calcular quanto eu tô vestido pra ter mais noção da vida. Hoje mesmo, tô barata. Look da nem trinta reais. Mas, as vezes tô duzentos, tô trezentos, as vezes eu tô caríssima contando o sapato. A gente gasta rios de dinheiro com aparência...

Quando a roupa mais gostosinha é a própria pele.

Curto os encontros, odeio passar frio e adoro que existam tecidos que esquentem. Amo paninhos, uso muitos lenços. Odeio calça jeans e amo quando chega o verão e posso sair por aí quase pelada. Uso muitas sainhas porque gosto de vento na bunda. Recorto camiseta, amo recortar camiseta.

Não tiro fotos dos meus looks, porque detesto esse enfrentamento. E descobri recentemente que nunca me enfeitei em relação a isso pelos elogios, era o estranhamento. Na sétima série eu me adorei quando usei meu allstar todo brilhoso e perturbado. As pessoas andavam e olhavam pro meu pé. Amo chamar atenção. Faço isso nas ruas.

E bom,
Manuais, dicas, estampas, modismos, filas, lojas, compras, fotos....Bom............Não sei. Não tenho mesmo opinião. Adoro rodar site e favorito alguns trecos quando acho bonito, mas não tenho saco pra usar a calça verde musgo da estação, a cor bordô. E isso e aquilo. Eu vou usando uns trecos que amo, e me divertindo. O povo gosta.


(Teve uma vez que eu tava andando na universidade e um menino me parou confuso pra perguntar onde eu tinha conseguido comprar uma blusa feminina igual a dele. '' Mas, pera..essa blusa é masculina, eu tenho essa blusa, onde você achou isso?''

Imaginem uma mulher felizzaaaça.

-Tesoura, amigo...É que eu adoro lapidar a porra toda.

Um comentário:

  1. Ao o jeito que você escreve e sinto uma inveja danada desse dom que você tem, queria poder escrever assim, desse jeito tão intimista, tão cotidiano, tão você :)
    Ótimo texto, vc flando de roupas e eu lembrando da "fepulda" minha cobertinha que mesmo no verao ainda insisto em cobrir o pé . rsrs

    ResponderExcluir

 

blogger templates | Make Money Online